segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Operário bate Rabo Peixe pela margem mínima

No pavilhão da escola secundária da Lagoa assistimos no passado sábado a um grande dérbi de Futsal entre o Clube Operário Desportivo e CD Rabo Peixe para a 15ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão série “B”. As bancadas do pavilhão estiveram quase esgotadas com a presença dos adeptos da Lagoa bem como os da Vila de Rabo de Peixe, que se deslocaram em bom número. Uma nota muito positiva deste encontro o abrir de forma gratuita a entrada a todos aqueles que quiseram assistir ao jogo, numa manifestação de divulgação do Futsal, bem-haja iniciativas destas.  Quanto ao comportamento de todos os intervenientes foi excelente, desde as bancadas á quadra do jogo, em que os intervenientes só se preocuparam em jogar futsal. Na tribuna a presença do Jornal Correio dos Açores e de outros órgãos da comunicação social em apoio e divulgação de um jogo muito importante, em que estiveram as duas equipas mais representativas dos Açores.
Após estes breves considerandos sobre o antes do jogo, tivemos nos Lagoenses ao 1:30 de jogo a inaugurar o marcador por intermédio de Nuças, após uma jogada de envolvimento de toda a equipa. Poucos minutos passados sobre o primeiro golo e Nuças eleva o marcador para 2 – 0, numa jogada também de insistência do Operário. Nestes primeiros 10 minutos da 1ª parte foi sem dúvidas o Operário que mais pressionou, tendo em Simas enviado ainda uma bola de calcanhar ao poste esquerdo e só não marcando um golo logo depois  após uma saída precipitada de César Cabral.
Para quebrar o ascendente dos Fabris, o Rabo Peixe organizou o seu jogo, o mister António Fernandes pediu aos seus jogadores calma e cabeça fria na transposição da bola, teve alguns remates de Leonardo “Chamon” com algum perigo perto do poste da baliza adversária. E quando faltava jogar 7 minutos desta 1ª parte Cláudio dos fabris comete uma “falha” ao tentar entregar a bola a um seu colega, gera-se uma pequena confusão perto da linha da grande área, com falhas de remate de Leonardo “Chamon” e Viola.
Após a marcação de um livre directo com barreira favorável ao Rabo Peixe de Bruno Arruda a rematar com perigo para a baliza adversária só não deu golo porque Nuças cortou nos últimos instantes a bola evitando assim um golo certo. E foi aos 48 segundos finais que a passe de Simas para Lambu, que este último falha à beira da linha de golo, pelo que o resultado foi para o intervalo 2 – 0 favorável ao Operário.
O CD Rabo Peixe entrou a todo o “vapor” nesta 2ª parte com o objectivo de reduzir o marcador, com um primeiro remate com perigo ainda não se tinha jogado os primeiros dois minutos de jogo por intermédio de Leonardo “Chamon” a passe de João Arantes. Foi com algumas falhas nos remates e chegada tardia ao passe que Chamon e Nuno Ferreira, não reduziram o marcador.
O Operário teve no seu atleta Simas um atleta insatisfeito, rematou inúmeras vezes, autênticas “bombas” à baliza adversária mas César Cabral estava lá e muito atento às jogadas do ataque adversário. O Rabo Peixe em jeito de resposta, ripostou também com uma “bomba” de Bruno Arruda na zona fontal a 10 metros da baliza, para boa defesa de Cláudio.
Nos 5 minutos finais ambas equipas repartiram as oportunidades de golo, tendo por parte do Operário Simas e Lambu falhado com remates por alto. No Rabo Peixe Leonardo “Chamon” ensaiava os seus sprintes pelas laterais e quando faltavam 31 segundos para o termo do encontro remata cruzado para a baliza a passe de Bruno Arruda, marcando o primeiro e único golo do Rabo de Peixe, que segundos depois terminou com o resultado de 2 – 1 favorável ao Operário. Se no jogo da primeira volta o Rabo Peixe sofreu o golo do empate nos segundos finais, desta vez foi só reduziu do marcador.
Quanto à equipa de arbitragem formada por Rui Silva da AF Viseu e Nuno Oliveira AF Coimbra, estiveram à altura do jogo, pois não tiveram casos difíceis de decidir durante os quarenta minutos de jogo, mostrando sim alguns amarelos por infracções às leis de jogo.

Ficha do jogo

Operário: António e Cláudio (Guarda-Redes), Diogo Santos, Rafael, André Duarte, Lambu, Carroça, Diogo Bastos, Nuças, Andrezinho e Simas.
Treinador: Bruno Almeida

CD Rabo Peixe: César Cabral e Rui Melo (Guarda-Redes), Fernando Pacheco, Nuno Ferreira, Bruno Arruda, Helder Pacheco, João Arantes, Rui Melo, Leonardo Rebelo “Chamon”, Durval Tavares “Viola” e Sérgio Rego.
Treinador: António Fernandes

Texto e Fotos de









Sem comentários:

Enviar um comentário