quinta-feira, 26 de setembro de 2013

União Praiense conquista Supertaça da Ilha Terceira

Foi uma enorme infelicidade que ditou o vencedor da super taça, o guardião Marquinho teve a infelicidade de não segurar o esférico à primeira e o irreverente e experiente Rocha no sítio certo decidiu a partida.
Realizou-se na noite de ontem (quarta-feira) a super taça de Futsal da ilha Terceira. De um lado o campeão ilha Terceira, Barbarense, do outro o vencedor da taça de ilha, União Praiense. O Barbarense ao conquistar o título garantiu uma vaga na Série-Açores 2013/2014, por seu turno o União Praiense regressa ao campeonato de ilha duas épocas depois da subida à Série-Açores. Assistiu-se a um jogo com duas partes distinstas, e com um justo 1-1 final. No tempo de prolongamento o jogo foi inteiramente dominado pelos “Brancos” que com naturalidade vencenram por 1-2.
O Barbarense entrou melhor na partida e colocando-se de imediato no meio campo adversário, mas sem que esse facto significa-se perigo para a baliza de Miguel Viegas, Miguel Viegas guardião do União Praiense que sempre que foi chamado a intervir na partida o fez de forma convincente e segura.
Sensivelmente a meio do primeiro tempo assistiu-se ao primeiro lance de grande perigo quando Shorty e Mário Mendes na mesma jogada remataram de forma tão perfeita que viram a “redondinha” ser rejeitada pelos postes. Na resposta Libânio Silva ficou na cara do guardião do Barbarense e atira para grande parada.
A terminar a primeira parte e na sequência de um lançamento de linha lateral Nelson remata forte para grande defesa de Miguel Viegas.
A entrada dos pupilos de David Martins na segunda metade da contenda surpreendeu o Barbarense que teve imensas dificuldades para tentar voltar a entrar no jogo. O União Praiense subiu as suas linhas e jogava mais no meio campo adversário e Ernesto Gouveia no banco via a sua equipa passar por enormes dificuldades.
Um pouco contra a corrente do jogo o Barbarense adianta-se no marcador, num lance irregular, uma vez que Dário Coelho ganha o esférico com a mão e beneficia do lance para criar superioridade numérica e deixa a bola em Márcio Medes e este com uma espetacular rotação na cara de Monteiro faz um 1-0 de calcanhar para grande festa nas bancadas pintadas de verde e branco.
O União Praiense não demorou muito a restabelecer a igualdade, isto numa lance de insistência na área adversária que culmina com um remate colocado de Rocha para o 1-1. Assim se chegou ao final dos 40 minutos regulamentares com uma igualdade a um golo no marcador.
O prolongamento desta super taça só deu União Praiense e ai David Martins puxou de toda a experiência da sua equipa, colocando em campo jogadores como Rocha, Ruizinho, Alcidio, Santos, Libânio e David. Fruto dessa maior experiência e muito nervossísmo no Barbarense o União Praiense dispôs de várias oportunidades para se adiantar no marcador e sempre por intermédio de Rocha que aparecia ora na esquerda ora na direita sozinho para o guardião, mas o capitão dos “Brancos” não acertava com a baliza.
A perdida mais flagrante do União Praiense surgiu quando Rocha rematou forte para grande defesa do guardião do Barbarense e na recarga Miguel Toste com a baliza toda à sua disposição atirou por alto.
Quando já toda a gente esperava pela marcação das grandes penalidades eis que o União Praiense consegue sentenciar a partida, depois de um lançamento de baliza de Monteiro para a área adversária, onde Marquinho agarra a bola e deixa escapar a mesma quando “em cima de si” tinha o inevitável Rocha que com mestria fez o esférico passar no meio das pernas do mesmo e com a baliza à sua mercê atirou para o 1-2 final. Nos dois minutos restantes Ernesto Gouveia ainda colocou o guarda-redes avançado, mas em vão.
A equipa de arbitragem esteve mal em duas situações, primeiro no lance do golo do Barbarense e depois num lance de passível grande penalidade a favor do Barbarense, nota para a estreia de Duarte Mourão como Árbitro dos quadros Nacionais da FPF (Federação Portuguesa de Futebol).

Destaque para uma imagem bonita no final do jogo, quando ambos os conjuntos se disposeram a meio do campo a aplaudir o espetáculo que veio das bancadas, em especial da ruidosa claque do Barbarense.

Fonte: Região Desporto

O Futsal das 9 Ilhas deseja os Parabéns à União Desportiva Praiense pela conquista do título.

Sem comentários:

Enviar um comentário